Aroma F

sexta-feira, 19 de junho de 2009

sono speciali

Ela não sabia porque o fazia, não sabia porque havia corrido meio mundo só para o ver, de longe. Queria chegar mais perto mas tinha medo de perder a palavra ‘não’ pelo caminho, que eram somente 5 metros, mas não importava, ela sabia que um passo era o suficiente para ela mesma se perder.
Pensou que talvez fosse bom deixar-se ir, e olhou-o, nos olhos, e viu que ele partilhava do mesmo sentimento, mas qual? Viu os seus lábios, ai como ela os adora, como ela durante tanto tempo desejou torná-los um pouco mais reais, pensara que bastava um mísero toque, com a ponta do dedo, mas, vê-los, ali, tão perto, ainda mais bonitos que nos seus sonhos cor-de-rosa, ela não resistiu, e dava para sentir o aperto que a ambos deu, e quando se abraçaram, ela teve vontade de deixar umas lágrimas escorrer, de satisfação, ou felicidade.
Parou, pararam, em frente um ao outro. E ele beijou-a, sem um sorriso nos lábios, pois ainda estava receoso, tal como ela estava. Mas o beijo, tudo mudou, ela beijava-o e não conseguia parar, ela deixara-se levar, mas nunca lhe soubera tão bem os braços de alguém, o calor, um cheiro, o dele, que ela desconhece, ainda. Mas ela teve de ir.
E ele ficou a vê-la, e sorriu, doía, custava, aquele beijo, mais que isso, o abraço, tão apertado, tão verdadeiro. Nada podiam fazer, por enquanto, ela tinha de ir.
Ela voltou para casa e prometeu à sua estrela, que iria guardá-lo, no lugar mais seguro que tinha, na memória, que nunca lhe iria contar o que sente verdadeiramente, para não terem mais saudades um do outro.
E esperou por ele, e ainda espera, até um dia, quem sabe…

‘sono speciali’

5 comentários:

Beatriz Cró disse...

Hoje é até apliquei bem.

David disse...

Sim, quando se tem um blog deve-se explodir, sem dúvida :)

Bonito Blog, by the way :)

Beijinho *

Ana Paula disse...

que fofo moça...*_*

Bianca Nogueira disse...

Quem me dera que só depende-se de mim. :s

Patrícia Isidro disse...

está lindo mesmo , lindo :)