Aroma F

domingo, 28 de dezembro de 2008

Fechei os olhos a tudo

Bem, depois de me ausentar uns dias, voltei, mas, penso, que não em grande. Estou com uma incrivel paz interior que não me deixa falar, exprimir sentimentos, talvez também não queira, talvez esteja a precisar disto, paz, um pouco de paz seria bom.
Apesar das chatices que me têm atormentado, encontro-me bem, só preciso sair desta monotomia e viver (como bem me disse ontem um certo HOMEM :P). Enfim, nada faz sentido hoje.

5 comentários:

Inês disse...

é dificil não deitar lagrimas cada vez que nos magoam..
e o que é que se faz quando aquela pessoa não pára de o fazer ? :\

beijo *

inês disse...

sim, eu sei. mas, apesar de tudo o que ambos passaram, amam-se incondicionalmente.
dou-te razão quanto aos pequenos pormenores. nem sempre se dá o devido valor às pequenas coisas, a maior parte passa até despercebida.

beijinho (:

Minhoca disse...

Eu vou quebrar a tua monotonia eheheheh

Não sei é se vais gostar ahahahah

Inês disse...

é, tens razão..

obrigada , beijinho *

inês disse...

claro, aposto que houve. e além do mais não se pode dizer que seja um amor "real", porque é uma história inventada pela autora.

isso sim, é um amor bem real. não é qualquer um que tem a coragem de lutar contra a distância... felicidades :)


beijinho *